Todos os caminhos levam à Ubatuba              LOGIN   SENHA
 
 
CAPA l ONDE FICAR l ONDE COMER l DIVIRTA-SE l GENTE l MEIO AMBIENTE  l NÁUTICA l CONTATO l LINKS l
 

Colunistas

 
 
 
Malote inteligente

Os numerosos e frequentes assaltos a bancos com explosão de caixas eletrônicos nas cidades do Vale do Paraíba e Litoral Norte geram pânico nas agências bancárias, funcionários e na população.

 

 
     

Em face disso indagamos o porque dos bancos brasileiros não utilizarem o malote inteligente se em vários países o equipamento é sucesso?

Feito de plástico preto, parece uma mala de viagem que se encaixa numa base metálica. Sua abertura e fechamento são através de chips computadorizados nas bases, ao longo do processo do transporte.

A programação é feita no momento em que o dinheiro é colocado no malote cujo mecanismo será destruído automaticamente se o equipamento for afastado da base metálica por tempo maior ao programado.

As bases metálicas devem estar na tesouraria, no carro que transporta o dinheiro e outras duas na agência bancária que recebe as notas.

No malote há uma divisão para o dinheiro e outra, de metal, que gera jatos de ar com até 2.000 graus que perfuram as notas em caso de um ataque tem também uma espécie de "air bag" que absorve a fumaça emitida pelas notas queimadas.

Segurança máxima - O malote só abre no cofre da agência quando identificar o chip instalado abaixo do solo.

O sistema desencorajou os ataques a carros fortes, já que os envolvidos no transporte não podem abortar a destruição do dinheiro ou mudar o local de abertura.

“Desde 98, quando implantamos o sistema, nossos carros não sofreram um só assalto", Afirma Paulo Vieira, um empresário brasileiro, presidente da Arrowplan, que emigrou para a Bélgica onde implantou o sistema. Ele alerta: "Graças ao malote inteligente, o transporte de valores na Bélgica é feito em carros sem blindagem e até por mulheres desarmadas.”

Por incrível que possa parecer o malote inteligente já foi oferecido, sem sucesso, aos bancos pelos governos do Pernambuco e da Bahia.

Os sindicatos dos vigilantes e das agências de segurança são contrários à implantação do malote inteligente alegando que sua implantação promoverá desemprego. Existe também algo nebuloso nos assaltos, pois nunca se sabe realmente o quanto foi levado pelos criminosos.

Pelo sim, pelo não, a segurança dos bancários, dos clientes e da população deve ter prioridade.

Fica aqui a sugestão ao delegado de Ubatuba e ao Dr. João Barbosa diretor do DEINTER 3, de São José dos Campos

Lançado malote que destroi dinheiro em caso de roubo - http://www.estadao.com.br/noticias/geral,lancado-malote-que-destroi-conteudo-em-caso-de-roubo,214647,0.htm

 
 
 
 
 
 

 CLASSIFICADOS 

 
 
 
 
 
 
 
 

 

Lauro Flessati é  produtor musical

 
   
 
 
  COLUNISTAS                          

 

                                                   
                           
  Ana      Prado   Carlos Barreto   Carlos Brickmann   Celso Avelar   Eliézer  Zac   Helio Fernandes   José  Bessa   Laís Gurgel   Lauro Flessati   Lora    Saliba   Marli Gonçalves   Pedro Porfírio  
                                                 
 
   
 
           

vejaubatuba.com.br - permitida a reprodução de fotos e matérias com citação da fonte