Todos os caminhos levam à Ubatuba              LOGIN   SENHA
 
 
CAPA l ONDE FICAR l ONDE COMER l DIVIRTA-SE l GENTE l MEIO AMBIENTE  l NÁUTICA l CONTATO l LINKS l
 

Notícia de capa 1

 
 

As arapucas da copa e outras verdades

   
 
Apenas uma pequena minoria ganhará com essa farra perdulária que nos custará os olhos da cara

 

 
     

Tudo o que o povo fizer nas ruas para desmascarar  essa copa de assaltos aos cofres públicos a decência sobrevivente agradece penhoradamente. Por que nunca neste país se vendeu gato por lebre de forma tão cínica e tão irresponsável.

Esse evento manipulado é tudo de ruim num só bote: viola a soberania, agride a dignidade, fabrica mentiras e, o que é mais grave, encobre o mais audacioso esquema de dilapidação do dinheiro público, o nosso, obtido às custas de um dos mais elevados impostos do mundo.

A quem interessa todo esse gasto perdulário que produz uma penca de elefantes brancos a custos exorbitantes, que serve de pretexto para  todo tipo de favorecimento, inclusive a privatização dos aeroportos rentáveis, que beneficia compulsoriamente os apadrinhados de uma máfia alienígena e insaciável? Ao povo e ao país Brasil não é.

Só interessa mesmo a uma indústria de ganância inescrupulosa, que multiplica por quanto puder seus preços já salgados e que ainda força subordinação dos serviços públicos à sua tutela.

O povo mesmo não vai chegar nem perto, nem tem por que fazer sacrifícios exasperados para ver jogos meteóricos.

Ao Brasil, só cabe pagar contas superfaturadas e fazer gastos absolutamente inconsequentes, favorecendo grandes construtores e interesses conexos.

Só interessa mesmo a uma indústria de ganância inescrupulosa, que multiplica por quanto puder seus preços já salgados e que ainda força subordinação dos serviços públicos à sua tutela.

Quanto o erário foi sacrificado em renúncias fiscais determinadas pela FIFA? Isto é, quanto da arrecadação desses produtos superfaturados deixará de acontecer, transferindo-a para cada cidadão, cuja tabela de correção do imposto de renda está defasada em 60%? Além de cobrarem muito mais, pagarão muito menos de tributos, tudo por conta da franquia para rolarem a bola aqui.

Tudo dessa copa é, portanto, uma repugnante orquestração de violações e picaretagens combinadas, tão ignominiosas que até o próprio certame nas quatro linhas se converte em plano de fundo.

Clique aqui, leia a matéria no blog e dê sua opinião

 
 
 
 
 

 CLASSIFICADOS 

 
 
 
 
 
 
 
 

 

Pedro Porfírio é jornalista, dramaturgo e político. Foi vereador à Câmara do Rio de Janeiro e Secretário de Estado.

 
   
 
 
                             
                                                 
                       
  Ana    Prado   Carlos Barreto   Carlos Brickmann   Celso Avelar   Eliézer Zac   Helio Fernandes   José  Bessa    Laís  Gurgel   Lauro Flessati   Lora   Saliba   Marli Gonçalves   Pedro Porfírio
                                               
 
   
 
           

vejaubatuba.com.br - permitida a reprodução de fotos e matérias com citação da fonte