Todos os caminhos levam à Ubatuba              LOGIN   SENHA
 
 
CAPA l ONDE FICAR l ONDE COMER l DIVIRTA-SE l GENTE l MEIO AMBIENTE  l NÁUTICA l CONTATO l LINKS l
 

Notícia de capa 2

 
  Revolta no Saco da Ribeira
   
 

Moradores do Saco da Ribeira e praias próximas estão furiosos com a ação predatória da Fundação Florestal, órgão do Governo do Estado de São Paulo.

 

 
     

A Fundação mandou demolir várias oficinas e até o prédio da Associação dos Usuários do Saco da Ribeira – AUMAR, gerando desemprego e medo em milhares de pessoas, entre elas, marinheiros, mecânicos, pescadores, agentes de turismo, comerciantes e prestadores de serviços. O líder comunitário Carlos Alberto Barreto enviou carta-denúncia a vários jornais, rádios e tvs.

Segundo Barreto, “Em 20 de Setembro de 1996, o então governador Mario Covas assinou o decreto n.º 41.166 passando a administração do Píer do Saco da Ribeira para a Fundação Florestal.

Quando a Fundação assumiu, a área era ocupada por embarcações de pesca e recreio que ocupavam vagas em seco, haviam oficinas de caldeiraria tornearia pintura, carpintaria, marcenaria, mecânica, toda a estrutura necessária de apoio às atividades náuticas profissional e amadora.

Nos 16 anos à frente do Píer, a Fundação Florestal não demonstrou competência, não trouxe melhorias técnicas nem à preservação ambiental. Chegou-se a instalar um poço artesiano que foi removido sem que ninguém saiba porque.

Folha Vale, de 01 de Novembro de 2011, anuncia verba de R$ 379 mil, para despoluição da área do Saco da Ribeira.

Em 22 de dezembro do mesmo ano, atendendo solicitação da própria Fundação, a Cetesb envia relatório técnico comprovando que a área não estava contaminada. Após a liberação da verba, absolutamente nada foi feito e não há argumentos que justifiquem essa truculência com a nossa comunidade e com a cidade de Ubatuba.

Depois de 16 anos de administração da Fundação Florestal, o estado de conservação chega a ser vergonhoso. Até os hidrantes de combate a incêndios foram desprezados. Uma vergonha.

Em 1998, nos bairros do Lázaro, Saco da Ribeira e Domingas Dias foram enterrados 22,7 km de tubulações coletoras de esgotos que não foram concluídas. Um investimento de R$ 4,6 milhões para que? Para nada.

Na verdade, o Saco da Ribeira possui alto índice de poluição, principalmente a de coliformes fecais graças a irresponsável administração da Secretaria de Meio Ambiente. Isso porque, com a sazonalidade, o número de habitantes aumenta assustadoramente provocando o transbordamento das fossas com os dejetos in natura sendo atirados nos córregos.

Podemos afirmar, sem medo de errar: o que estava bom ficou ruim e vem piorando, inclusive, com denúncias de malversação do dinheiro público, pois as rendas auferidas pela Fundação não foram tornadas públicas e nem investidas no Píer do Saco da Ribeira.” Afirmou Carlos Alberto Barreto.

Conhecido internacionalmente como um dos melhores e mais abrigados pontos da costa brasileira para o desenvolvimento da náutica, o Saco da Ribeira abriga o Ubatuba Iate Clube, o Porto Marina Timoneiro, várias garagens náuticas com centenas de embarcações de vários tipos e tamanhos.

Essa formidável fonte geradora de emprego está renda ameaçada, no momento, pela incapacidade gerencial da Fundação Florestal do Estado de São Paulo que, simplesmente, liquidou com o único retro porto da região responsável pelo atendimento às embarcações nas vagas molhadas, obrigando os proprietários a trocar Ubatuba por outros locais, a exemplo de Paraty, no Rio de Janeiro.

A solução – Para a maioria dos moradores de Ubatuba e turistas a solução passa pela transferência da administração do Píer do Saco da Ribeira para a Prefeitura Municipal, aliás, uma das promessas de campanha do prefeito Maurício Moromizato (PT)

Fotos Carlos Alberto Barreto -  marazul85@hotmail.com
 
 
 
 

 CLASSIFICADOS 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

 

Ricardo Faria é jornalista  e profundo admirador de Ubatuba onde passou pelo jornal A Cidade. É editor do www.vejosaojose.com.br e faz parte do conselho editorial do vejaubatuba.com.br

 
   
 
 
                             
                                                 
                       
  Ana    Prado   Carlos Barreto     Carlos Brickmann   Celso Avelar   Eliézer Zac   Helio Fernandes   José  Bessa    Laís  Gurgel   Lauro Flessati   Lora   Saliba   Marli Gonçalves   Pedro Porfírio
                                               
 
   
 
           

vejaubatuba.com.br - permitida a reprodução de fotos e matérias com citação da fonte